RH RESPONDE sobre engajamento no trabalho

Nos últimos meses, a Healthways, uma empresa Sharecare, tem sido prestigiada com importantes premiações. Foram a “Melhores Empresas em Cidadania Corporativa”, do Grupo Gestão RH, a “Melhores Empresas para Trabalhar” na categoria Saúde – Indústria e Serviços, do Great Place to Work, e “As PMEs que mais Crescem no Brasil”, da Deloitte publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo. Também, nossa diretora de Recursos Humanos, Regina Steinas, foi homenageada na premiação “RHs Mais Admirados do Brasil e América Latina 2017”, além de ser destaque estadual.

Os prêmios são uma forma de reconhecimento de todo o crescimento da Healthways que, em sua essência, é um reflexo do trabalho de excelência de cada colaborador dentro da organização. Por isso, convidamos nossa diretora de RH, Regina Steinas, para contar a receita de conciliar um ambiente de trabalho motivador e que mantem a produtividade e a sede por resultados.

Confira aqui:

Healthways Notícias: Como engajar seus colaboradores? Quais projetos ou ações podem ser adotados?

Regina: É preciso criar uma cultura organizacional que favoreça o engajamento e que proporcione acolhimento. Aqui na Healthways, existe um cuidado personalizado às pessoas, com uma estrutura de apoio sempre presente. Tanto o RH como todas as outras áreas estão disponíveis para dar suporte a quem precisar. A própria estrutura física da empresa promove a integração e o conforto para que os colaboradores se sintam bem trabalhando em um local mais adequado, com ambiente claro e espaçoso.

Em relação às ações, a Healthways mantem uma cultura de comemorar resultados, valorizando o trabalho de cada um. E por ser uma empresa nova e em crescimento, o momento em que nos encontramos possibilita muitas comemorações. É uma forma de criar um costume de valorização dos desafios e do esforço de cada pessoa.

HN: Quais os benefícios de ter colaboradores motivados?

Regina: Melhoria do ambiente de trabalho, maior produtividade, melhores resultados de absenteísmo e presenteísmo. Se todos os colaboradores estão engajados, com alto nível de motivação, satisfeitos em estar na empresa e contribuir com o crescimento, a cultura de alta performance se desenvolve. E isso é positivo tanto para a empresa como para as pessoas, uma vez que possibilita o crescimento de cada um individualmente e da organização como um todo.

 

HN: Uma vez que o colaborador está desmotivado, como reverter essa situação?

Regina: A liderança tem que ser sempre ativa e presente. Os líderes devem acolher e orientar, dar um feedback constante, principalmente em relação às atividades diárias. O acompanhamento deve ser regular. Melhor ainda se for a cada etapa de um projeto ou uma demanda, seja ele positivo ou negativo. Dessa maneira, se o projeto estiver desviando de seu caminho, com um acompanhamento constante, o gestor conseguirá perceber a tempo e fazer o redirecionamento, passando a orientação, a técnica ou a informação mais adequada para preparar o colaborador.

Mesmo com metas agressivas, a liderança deve apoiar sua equipe. Por meio do feedback, o gestor atua em conjunto e passa a observar o desempenho do colaborador. Isso faz com que as pessoas se sintam acolhidas. O papel do gestor é fazer com que a pessoa se sinta parte integrante da equipe e da empresa.

 

HN: O fato de a Healthways sempre incentivar o cuidado com a prevenção da saúde e com o bem-estar ajuda no engajamento?

Regina: Tem que dosar os dois campos. É preciso incorporar a qualidade de vida de maneira que favoreça a produtividade, da mesma forma que os resultados precisam aparecer sem prejudicar a saúde e o bem-estar. Na Healthways, por exemplo, nossos programas são utilizados também pelos nossos colaboradores.

Um ponto especial da Healthways é o clima de informalidade. O contato com os gestores é muito próximo, não importa qual o cargo. Apesar de existir a estrutura hierárquica, ela não é rígida e se molda às necessidades. Existe o respeito em relação à hierarquia, mas também uma proximidade com toda a diretoria, que faz com que os colaboradores se sintam parte do todo.